"Caminhais em direção à solidão. Eu não, eu tenho os livros." Marguerite Duras

31
Out 13

Para comemorar o Dia Nacional das Bibliotecas Escolares, que se assinala, anualmente, no dia 26 de outubro, a Equipa Educativa da Biblioteca Escolar realizou o tradicional Bibliopaper, destinado aos alunos matriculados no 7º ano de escolaridade.

 

O Bibliopaper pretende dar a conhecer a Biblioteca Escolar, no que diz respeito ao seu espólio, organização e serviços, e também despertar o espírito de descoberta  e o gosto pelos livros e pelo conhecimento, através de um "são e lúdico" convívio.

 

A atividade  contou com a inscrição de 11 equipas, de várias turmas do 7º ano de escolaridade, uma vez que os alunos destas estão a iniciar os seus estudos neste estabelecimento de ensino.

 

A equipa "Leitores em Órbita", da turma C do 7º ano, foi a grande vencedora do Bibliopaper. Completaram o "pódio" a equipa "os Gabirus", do 7º B, e a equipa "Estrelinha", do 7º B, respetivamente nos 2º o 3º lugares.

 

Esta atividade, que já se realiza há 4 anos, decorreu com muito sucesso, com destaque para o incremento do número de equipas participantes bem como para o grande entusiasmo revelado por todos os alunos.

 

Sem dúvida, uma atividade a repetir nos anos vindouros.

 

Foto da Atividade 

Foto da atividade

 

Equipa vencedora "Leitores em Órbita"

Leitores em Órbita 

 

publicado por companhiadoslivros às 13:15

30
Out 13

A Biblioteca da Escola Secundária das Laranjeiras deu incício às suas atividades anuais, com a primeira sessão das Sextas-feiras HOT (Histórias Oralmente Transmitidas).

 

O primeiro convidado foi o jovem e promissor escritor micaelense Leonardo Sousa, que lançou, no passado mês de junho, a sua primeira obra literária, intitulada Há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida.

 

Falando e respondendo às perguntas que lhe foram colocadas por alunos de turmas do 7º e 12º anos, o ex-aluno da nossa escola relatou as suas influências, os seus escritores e escritos de eleição, bem como as suas inspirações, ídolos e heróis.

 

Mostrando-se sempre grato à escola que o ajudou a formar-se, Leonardo Sousa destacou o papel que alguns professores tiveram no seu percurso académico.

 

Mais se revelará sobre esta atividade no suplemento VitaL, do Açoreano Oriental, de novembro p.f..

 

A Equipa Educativa da Biblioteca Escolar não quer deixar de dar os parabéns e desejar votos de muito sucesso a este jovem escritor açoriano.

 

 

Leonardo Sousa

Leonardo Sousa

publicado por companhiadoslivros às 14:22

18
Out 13

O Plano Regional de Leitura e a Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada promovem a atividade "Histórias Requinhas", que irão ocorrer aos sábados, na Sala de Leitura Infantil da Biblioteca Pública. 

 

As sessões irão ocorrer em três sábados, iniciando-se no dia 19 de outubro e terminando no dia 14 de dezembro.

 

Cartaz da atividade


publicado por companhiadoslivros às 23:36

A Biblioteca Escolar promove, hoje, pelas 10 horas e 15 minutos, a primeira sessão HOT (Histórias Oralmente Transmitidas), do ano letivo 2013-2014.

 

O primeiro convidado desta atividade mensal, do Plano Anual de Atividades da Biblioteca, será Leonardo Sousa, ex-aluno da escola, autor do livro Há-de flutuar uma cidade no crepúsculo da vida, publicado sob a chancela da Pedras Lavadas.

 

O jovem escritor Leonardo Sousa falará sobre a sua obra e sobre histórias, escritores e livros que o marcaram, influenciaram e influenciam o seu processo criativo.

 

Há-de flutuar a cidade no crepúsculo da vida

publicado por companhiadoslivros às 01:12

17
Out 13

No próximo dia 25 de outubro a Equipa Educativa da Biblioteca Escolar da Escola Secundária das Laranjeiras promove o tradicional Bibliopaper, para os alunos do 7º ano de escolaridade.

 

A atividade, que consta do Plano Anual de Atividades da Biblioteca, enquadra-se na comemoração do Dia Nacional das Bibliotecas Escolares, que se celebra no dia 26 de outubro.

 

A seguir apresenta-se o regulamento do Bibliopaper.

 

Regulamento do Bibliopaper

25 de outubro de 2013

 

Artigo 1º - Objetivos

1. O Bibliopaper é um jogo onde se procura, de uma forma lúdica, dar a conhecer e valorizar a Biblioteca da Escola Secundária das Laranjeiras, e desenvolver a capacidade de procura e leitura de livros, e resolução de questões, bem como a destreza e rapidez de resposta.

2. O Bibliopaper pretende fomentar o convívio entre alunos e desenvolver o espírito de equipa.

 

Artigo 2º - Promotor

1. O promotor desta atividade é a Equipa Educativa da Biblioteca Escolar da Escola Secundária das Laranjeiras

2.  Esta atividade enquadra-se no Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar.

3. O Bibliopaper decorrerá no dia 25 de outubro, na Biblioteca da Escola, das 12 horas às 13 horas e 30 minutos.

 

Artigo 3º - Destinatários

1. Alunos do 7º ano, matriculados na Escola Básica e Secundária das Laranjeiras.

 

Artigo 4º - Concorrentes

1. Devem ser constituídas equipas.

2. Cada equipa terá entre 3 e 4 elementos.

3. Cada equipa terá que apresentar um nome.

 

Artigo 5º Inscrições

1. As inscrições são efetuadas junto ao Diretor de cada turma.

2. A inscrição é feita através do preenchimento de uma ficha de inscrição que deverá ser entregue na Biblioteca.

 

Artigo 6º - Questionário

1. O questionário do Bibliopaper será entregue aos participantes no momento da partida, havendo até três itinerários de percurso.

2. As equipas terão 20 minutos para percorrerem o itinerário e responderem ao questionário.

3. O questionário contém a descrição do percurso.

4. O questionário a que os concorrentes deverão responder é composto por:

a) Perguntas sobre o funcionamento da Biblioteca.

b) Perguntas sobre livro(s) de literatura portuguesa.

c) Perguntas sobre livro(s) de literatura inglesa.

d) Perguntas sobre livro(s) de Geografia;

e) Perguntas sobre livro(s) de História.

 

Artigo 7º - Partida e controlo

1. A partida será dada na entrada da Biblioteca da Escola Secundária das Laranjeiras e cada equipa terá 20 minutos para realizar o percurso.

2. Haverá controlo horário de partida para que se possa calcular o tempo realizado por cada equipa.

 

Artigo 8º - Pontuações e penalizações

1. No âmbito da prova serão consideradas as seguintes pontuações:

a)   Cada resposta correta – 5 pontos.

b)   Cada resposta incompleta – 2 pontos.

c)   Cada resposta incorreta – 0 pontos.

 

Artigo 9º - Desclassificação

1. Será desclassificada toda a equipa que:

a)    Danificar os livros ou equipamento da Biblioteca.

b)    Cometer qualquer fraude tendente a falsificar o espírito do presente regulamento

 

Artigo 10º - Classificação Final

1. A classificação final será o somatório dos pontos obtidos por cada equipa no questionário e os vencedores são atribuídos em função do maior número de pontos

2. Em caso de empate vencerá a equipa que tenha realizado o percurso em menor tempo.

 

Artigo 11º - Observações

1. Cada equipa deve trazer esferográfica de cor preta ou azul.

2. Os participantes aceitam ser fotografados, sem qualquer reserva, para posterior divulgação da atividade, seja no Blogue da Companhia dos Livros ou na página da Equipa Educativa da Biblioteca Escolar, no suplemento VitaL do jornal Açoriano Oriental.

 

Artigo 12º - Prémios

1. A cada elemento da equipa será atribuído um certificado de participação.

2.  Os resultados do Bibliopaper serão divulgados às 10 horas do dia 28 de outubro de 2013 no blogue da Biblioteca Escolar – companhiadoslivros.blogs.sapo.pt e na porta de entrada da Biblioteca.

 

 

Ponta Delgada, 17 de outubro de 2013

publicado por companhiadoslivros às 23:40

15
Out 13

O Prémio Leya, na sua sexta edição, foi atribuído a Gabriela Ruivo Trindade com a obra Uma Outra Voz.


A escritora lisboeta, a residir em Londres há nove anos,  é a primeira mulher a vencer o Prémio Leya desde que este foi criado, em 2008.


Segundo o júri, o prémio foi atribuído a Gabriela Ruivo Trindade pela sua "consistência narrativa", destancando-se  "a caracterização das personangens femininas".


Gabriela sucede, assim, a Nuno Camarneiro, que venceu na edição de 2012, com a obra Debaixo de algum céu.

 

Os outros vencedores deste prémio foram Murilo Carvalho, em 2008, com a obra O rastro do Jaguar; em 2009 venceu João Paulo Borges Coelho, com o romance O Olho de Hertzog; e em 2011 foi a vez de João Ricardo Pedro ser galardoado com este prémio literário, com a sua obra O teu rosto será o último. Em 2010 o prémio Leya não foi atribuído.


Gabriela Ruivo Trindade, vencedora do Prémio Leya 2013


publicado por companhiadoslivros às 21:15

13
Out 13

O escritor José Eduardo Agualusa venceu, hoje, o Prémio Fernando Namora.

 

O escritor angolano venceu com o seu romance Teoria Geral do Esquecimento, tendo o júri destacado a "escrita ágil" de Agualusa.

 

A narrativa deste obra passa-se em Luanda e inicia-se nas vésperas da proclamação de independência de Angola.

 

Os outros finalistas ao prémio literário Fernando Namora, Afonso Cruz com Jesus Cristo bebia cerveja, Ana Cristina Silva com o romance histórico O Rei do Monte Brasil, Julieta Monginho com Metade Maior e Rui Nunes com o romance Barro.


O prémio Fernando Namora foi criado em 1987 e já foram galardoados com este prémio literário Gonçalo M. Tavares, Nuno Júdice, António Lobo Antunes, Urbano Tavares Rodrigues, entre muitos outros.


Na Biblioteca da Escola Secundária das Laranjeiras poderão encontrar algumas obras deste escritor angolano, natural do Huambo.


José Eduardo Agualusa


O livro Teoria Geral do Esquecimento


publicado por companhiadoslivros às 22:21

11
Out 13

A Equipa Educativa da Biblioteca Escolar da Escola Secundária das Laranjeiras apresenta as atividades que irá promover neste ano letivo 2013-2014.

 

Atividades da Biblioteca

publicado por companhiadoslivros às 22:37

10
Out 13

Foi atribuído, hoje, em Estocolmo, o prémio Nobel da Literatura à escritora canadiana, de 82 anos, Alice Munro.

 

No discurso de anúncio do prémio foi destacado que este foi atribuído à “mestra do conto contemporâneo”.

 

O primeiro livro publicado por Alice Munro data de 1968 e intitula-se Dance of the Happy Shades, mas nunca foi publicado no nosso país.

 

A nova prémio Nobel tem quinze coletâneas de histórias curtas e 5 coletâneas de contos publicadas e muitas delas traduzidas em vários idiomas, entre eles o Português.

 

 A sua última obra é um tributo à vida que viveu. Amada Vida, de 2012, foi escrita quando estava num período de saúde débil e por isso Munro achava que esta iria ser a sua última obra. Esta obra está traduzida e publicada em Portugal sob a chancela da Relógio d’Água.

 

Alice Munro sucede, assim, ao escritor chinês Mo Yan, tornando-se a centésima décima laureada e a décima terceira mulher a ser agraciada com este prémio que foi instituído em 1901.

 

Alice Munro

Alice Munro

 

 

Amada Vida, última obra da escritora

Amada Vida, última obra da escritora
publicado por companhiadoslivros às 21:37

03
Out 13

Sinta-se aconchegado na companhia dos livros!

 

Os livros extraem a solidão e dão a conhecer as pessoas, a vida, o mundo, numa viagem que jamais se esquece.

 

Abra a mente ou dê azo a que a mente derive e se perca na imaginação e emoção do pensamento.

 

Fique na Companhia dos Livros.

 

publicado por companhiadoslivros às 23:04

Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

14
16
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO