"Caminhais em direção à solidão. Eu não, eu tenho os livros." Marguerite Duras

17
Nov 13

O mundo das letras ficou muito mais pobre com a morte da escritora britânica, de 94 anos, Doris Lessing.

 

A mais velha escritora a receber o Prémio Nobel da Literatura, em 2007, tem várias obras traduzidas e publicadas em Portugal.

 

Amar de novo, Os diários de Jane Somers, A Boa Terrorista, O quinto filho, A erva canta,  Experiências Sirianas, Shikasta, A formação do representante do planeta 8, Gatos e mais Gatos e o Caderno Dourado são algumas das obras que podemos encontrar em português.

 

Doris Lessing ficará, no entanto, entre aqueles que permanecerão na memória e na história pelo seu papel inestimável, e valor irrefutável, para a Literatura mundial.


 

"Depois duma certa idade - às vezes muito cedo, para alguns de nós - já não há pessoas novas, nem bichos, sonhos, caras, acontecimentos: tudo já aconteceu antes, apareceu antes, com máscaras diferentes, diferentes roupas, outra nacionalidade, outra cor; mas é o mesmo, o mesmo, e tudo é um eco e uma repetição; e nem há dor que não seja uma recorrência de outra coisa lá atrás na memória."

 Doris Lessing, Gatos e Mais Gatos

 

Doris Lessing
(1919-2013)
Requiescat in pace
Doris Lessing


publicado por companhiadoslivros às 23:19

Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO